Irã está pronto para pressão ocidental, diz Ahmadinejad

O presidente Mahmoud Ahmadinejad afirmou nesta quinta-feira que o Irã está preparado para qualquer possibilidade no impasse com o Ocidente em torno de suas polêmicas atividades nucleares - uma reação dura ao reforço da presença militar no Golfo com vistas a advertir o Irã. "Hoje, com a graça de Deus, já passamos por uma fase árdua e estamos prontos para qualquer coisa que esteja no caminho", afirmou Ahmadinejad na quinta-feira à televisão estatal iraniana.Aparentemente, os comentários foram uma reação à decisão dos EUA de enviar para o Golfo um segundo avião cargueiro, o USS Stennis. O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Robert Gates, disse que o aumento da presença dos EUA tem o objetivo de mandar um recado para o Irã, dizendo que a guerra de quatro anos no Iraque não deixou os EUA vulneráveis. Autoridades do governo americano disseram que a diplomacia é o foco de sua política no Irã, mas nunca descartaram lançar ataques a este país. Ahmadinejad denunciou os que criticam, dentro do Irã, a sua diplomacia nuclear, dizendo que seus apelos por compromisso repercutem "as palavras do inimigo" e não vão influenciar o tratamento que seu governo dá ao problema nuclear com o Ocidente.Nas últimas semanas, tanto conservadores como reformistas desafiaram abertamente a tática radical da diplomacia nuclear de Ahmadinejad, e muitos afirmam que suas observações antiocidentais estão causando mais danos que benefícios. Os reformistas pediram pela volta da suspensão das atividades nucleares a fim de evitar mais punições no Conselho de Segurança da ONU. "Infelizmente, alguns dentro do país tentar fabricar notícias e fazer uma imagem ruim da grande conquista da nação iraniana", disse Ahmadinejad referindo-se ao programa iraniano de enriquecimento de urânio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.