Irã estabelece 2020 como meta para ter reator nuclear

O Irã estabeleceu o ano de 2020 como meta para o desenvolvimento de seu primeiro reator experimental de fusão nuclear, façanha até hoje nunca alcançada por nenhum país, informou a agência de notícias Isna.

AE-AP, Agência Estado

30 de agosto de 2010 | 17h23

A agência semioficial de notícias citou Asghar Sediqzadeh, diretor do recém-criado centro de pesquisa de fusão nuclear da república islâmica, para informar a meta. Segundo Sediqzadeh, a agência contará com cerca de cem especialistas.

Até agora, a fusão nuclear, processo que alimenta o Sol e as estrelas em geral, só funcionou em armas, como nas explosões termonucleares de bombas de hidrogênio. A fusão nuclear nunca foi usada para geração de energia elétrica.

Tudo o que sabemos sobre:
Irãreatornuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.