Irã esvazia combustível de reator nuclear

Em um grande contratempo ao programa nuclear do Irã, autoridades do país afirmaram que técnicos terão de retirar o combustível de seu primeiro reator de Bushehr, em virtude de problemas de segurança não especificados. A explicação vaga levanta dúvidas sobre a possibilidade de o misterioso vírus de computador chamado Stuxnet ter causado mais dano à central iraniana do que o revelado inicialmente.

AE, Agência Estado

26 de fevereiro de 2011 | 12h15

A remoção do combustível do núcleo do reator, concluído recentemente, pode também ter sido motivada por dificuldades técnicas rotineiras. A agência de notícias iraniana ISNA informou, citando o representante iraniano junto à Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Ali Ashgar Soltanieh, que a retirada do combustível cumpria uma recomendação feita pela Rússia, fornecedora do material.

O reator de Bushehr (sul do Irã) entrou em funcionamento em novembro e começaria a produzir eletricidade a partir de 9 de abril, segundo as autoridades. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Irãreator nuclearBushehr

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.