Irã executa mulher por matar seu agressor

O Irã executou por enforcamento a mulher que foi condenada pela morte do homem que estaria tendo estuprá-la, segundo a agência oficial de notícias do país.

Estadão Conteúdo

25 de outubro de 2014 | 10h20

A Anistia Internacional e outros grupos de direitos humanos haviam pedido ao Irã para suspender a execução, mas de acordo com a agência de notícias, Reyhaneh Jabbari foi enforcada hoje.

A Justiça iraniana rejeitou a alegação de tentativa de estupro, alegando que as evidências mostram que houve premeditação na morte de Morteza Abdolali Sarbandi, um ex-agente de inteligência. De acordo com o tribunal, Jabbari, de 27 anos, esfaqueou Sarbandi nas costas em 2007, após ter comprado uma faca dois dias antes. O ferimento nas costas, destaca a corte iraniana, indica que o assassinato não foi por legítima defesa. Fonte: Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
Irãenforcamentoestupro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.