Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Irã exibe proposta para negociar com potências mundiais

O Irã apresentou hoje uma proposta às potências mundiais para uma nova rodada de negociações. Apesar disso, o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, descartou negociações sobre enriquecimento de urânio, preocupação central das Nações Unidas no controverso programa nuclear do país. O ministro de Relações Exteriores iraniano, Manouchehr Mottaki, entregou o pacote de propostas a diplomatas representando os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) e a Alemanha, em um encontro em Teerã.

AE-AP, Agencia Estado

09 de setembro de 2009 | 15h12

As propostas ocorrem no momento em que a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) realiza um encontro em Viena, na Áustria. O diretor da AIEA, Mohamed ElBaradei, disse que sua agência está em um "impasse" com o Irã e pediu ao país que volte a se envolver com a agência, para comprovar a inexistência de dimensões militares em seu programa nuclear.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e seus aliados europeus deram ao Irã até o fim deste mês para aceitar uma oferta das potências e suspender sua produção de urânio enriquecido, em troca de um pacote de incentivos comerciais. Caso contrário, o Irã pode sofrer novas sanções.

Na segunda-feira, Ahmadinejad se recusou a negociar o fim do programa de enriquecimento de urânio do país. O regime iraniano alega que seu programa nuclear tem apenas fins pacíficos como a produção de energia. Porém, vários países, entre eles EUA e Israel, afirmam que o país busca armas nucleares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.