Irã, Iraque e Líbia apóiam Chávez

Irã, Iraque e Líbia expressaram satisfação pelo retorno do presidente Hugo Chávez ao poder, informou hoje um porta-voz do Ministério do Exterior iraniano. Segundo Hamid Reza Asefi, foi "uma vitória muito importante para a democracia e uma afirmação da decisão do povo venezuelano"."Recorrer à força, a golpes de estado e a outros meios ilegais para mudar governos legítimos é uma manobra que o mundo de hoje não aceita mais", afirmou Asefi.O Irã condenou ontema tentativa de golpe de estado contra Chávez, que assumiu o poder em 1998, e mantém estreitas relações com Teerã.O vice-primeiro ministro do Iraque Tareq Aziz definiu o fracasso do golpe de estado como "uma vitória contra a conspiração norte-americana". Para Aziz, os Estados Unidos "fracassaram não só na Venezuela, mas em todo o mundo".Finalmente, o líder libio, o coronel Muammar Kadafi, manifestou "solidaridade do povo líbio com o venezuelano, com quem divide sua alegria" pelo retorno do presidente Chávez.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.