Irã lança 'Youtube persa'

Site de compartilhamento de vídeo é controlado por conglomerado estatal.

BBC Brasil, BBC

10 de dezembro de 2012 | 20h42

O Irã anunciou nesta segunda-feira o lançamento de um novo site de compartilhamento de vídeos para fazer frente ao americano YouTube, proibido no país.

Batizado de Mehr, que significa "afeto" em farsi, a página é controlada pelo conglomerado estatal IRIB.

O Irã já possui um site com finalidade semelhante bastante popular localmente chamado Aparat, que também é mantido pela mesma empresa junto da rede de TV iraniana Cloob.

O YouTube, operado pelo Google, está bloqueado no país desde 2009, mas muitos iranianos ainda conseguem acessá-lo.

Para isso, eles usam as chamadas VPNs (Virtual Private Networks, em inglês), que são proibidas no país, mas permitem aos internautas navegar sem restrições.

Os vídeos online são muito populares no Irã, mas as baixas velocidades de conexão à Internet limitam o acesso a seu conteúdo, disse o repórter do serviço persa da BBC Adel Shaygan.

"Com essa velocidade, é praticamente impossível assistir a vídeos aqui. Nesse sentido, baixá-los acaba sendo uma alternativa mais eficiente", explicou.

Ainda que não haja estatísticas disponíveis sobre o volume de acessos do Mehr, o Aparat já é o 13º site mais popular do país, segundo o provedor de Internet Alexa.

O Aparat é sediado no Irã e submete-se às leis locais para gerir seu conteúdo, mas possui patrocinadores internacionais, como a sul-coreana LG.

O YouTube foi oficialmente censurado no país após os protestos e as alegações de fraude eleitoral após a reeleição do agora presidente Mahmoud Ahmadinejad, em 2009.

O Google não comentou o lançamento do Mehr. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.