Irã liberta 80 prisioneiros

O governo do Irã anunciou nesta segunda-feira a libertação de 80 prisioneiros detidos durante a repressão política deflagrada em meio aos protestos contra o resultado das eleições presidenciais de 2009 no país.

AE, Agência Estado

23 Setembro 2013 | 13h32

O anúncio da libertação em massa de prisioneiros políticos ocorreu apenas algumas horas antes de o novo presidente do Irã, Hasan Rouhani, embarcar para Nova York, onde participará pela primeira vez da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

A libertação parece reforçar a impressão de que Rouhani contra com o aval do líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, para buscar uma reaproximação com o Ocidente.

Antes de embarcar, Rouhani pediu aos líderes ocidentais que aceitem o caminho do diálogo e amenizem as duas sanções econômicas impostas a seu país como formar de "atingir objetivos conjuntos".

Também nesta segunda-feira, a baronesa Catherine Ashton, comissária de política externa da União Europeia (UE), anunciou que os ministros das Relações Exteriores das seis potências engajadas nas negociações sobre o programa nuclear do Irã se reunirão esta semana com representantes do governo da república islâmica em Nova York para discutir a retomada das conversações. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Irãprisioneiroslibertação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.