Irã liberta ex-vice-presidente opositor após fiança

O ex-vice-presidente do Irã, Mohammed Ali Abtahi, foi libertado sob fiança de US$ 700 mil, em meio aos julgamentos de opositores acusados de fomentar os protestos após as eleições iranianas, informou hoje a Irna, agência oficial de notícias do país.

AE-AP, Agencia Estado

22 Novembro 2009 | 17h29

Abtahi, que serviu como vice-presidente durante os dois mandatos do presidente anterior (1997-2005), Mohammed Khatami, é o mais importante ex-funcionário público dentre as mais de 100 pessoas em julgamento desde agosto. Khatami, atualmente, é um dos líderes do movimento reformista no Irã.

O promotor de Teerã, Abbas Jafari Dolatabadi, disse que Abtahi foi libertado sob uma fiança de US$ 700 mil, após o veredicto ser dado. Ele não disse qual foi a sentença dada ao ex vice-presidente.

Mais cedo, hoje, o advogado de Abtahi, Saleh Nikbakht, disse que um tribunal sentenciou o ex vice-presidente a seis anos de prisão, por fomentar os protestos após as eleições presidenciais de junho, nas quais o presidente Mahmoud Ahmadinejad foi reeleito em meio a acusações de fraudes.

Na semana passada, a televisão estatal informou que cinco pessoas julgadas foram sentenciadas à morte e 81 receberam sentenças de prisão, que vão de seis meses a até 15 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.