Richard Drew/Arquivo/AP
Richard Drew/Arquivo/AP

Irã marca eleições para junho de 2013

Na última corrida pela presidência, em 2009, oposição reclamou de fraudes na reeleição de Ahmadinejad

Agência Estado

07 de setembro de 2012 | 11h21

TEERÃ - O Ministério do Interior do Irã anunciou nesta sexta-feira, 7, que o país vai realizar eleições presidenciais no dia 14 de junho de 2013, para escolher o sucessor de Mahmoud Ahmadinejad, que está em seu segundo e último mandato. De acordo com um comunicado do ministério, divulgado pela agência estatal de notícias IRNA, as eleições presidenciais serão acompanhadas também por disputas municipais.

Veja também:

link Canadá suspende relações diplomáticas com o Irã

link Bomba atômica é 'pecado imperdoável', diz líder do Irã

Na última corrida pela presidência, em 2009, a oposição reclamou de fraudes na reeleição de Ahmadinejad, motivo pelo qual foram realizados vários protestos em diversas partes do país e que foram ferozmente reprimidos pelo governo.

Em uma visita a Teerã no fim do mês passado, o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, pediu que o governo libertasse todos os prisioneiros políticos, acrescentando que permitir a liberdade de expressão é especialmente importante antes das eleições presidenciais. O adversário de Ahmadinejad em 2009, o ex-primeiro-ministro Mir Hossein Mousavi, está em prisão domiciliar desde os protestos após a eleição.

O mesmo ocorre com o ex-presidente do Parlamento Mehdi Karoubi. "Durante minha visita eu cobrei que as autoridades libertem os líderes da oposição, os ativistas de direitos humanos e jornalistas, para criar condições para a liberdade de expressão e um debate aberto", comentou Ban na ocasião.

Com Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
IrãeleiçõesMahmoud Ahmadinejad

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.