Irã marca julgamento de 3 americanos por espionagem

O advogado de três norte-americanos acusados de espionagem no Irã informou neste domingo que foi fixada para 6 de fevereiro a data de um novo julgamento dos réus, mas o juiz recusou-se a permitir que ele se encontre com seus cliente para preparar uma defesa.

Agência Estado

21 de novembro de 2010 | 20h00

"Eles disseram, ''você se encontrará com eles no dia do julgamento''", disse o advogado, Masoud Shafiei, à Associated Press. "Preciso me reunir com eles para preparar minha carta de defesa", acrescentou.

O julgamento deveria ter começado no último dia 6, mas as autoridades adiaram-no porque um dos norte-americanos, Sarah Shourd, que foi solta sob fiança em setembro, não foi intimada a voltar ao país para comparecer perante o tribunal. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Irãjulgamentoamericanos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.