Irã: moderado segue na liderança em apuração

O candidato centrista Hasan Rowhani, apoiado pelos reformistas, está com ampla vantagem na votação presidencial do Irã, informou o ministério do Interior do país. Com 36,6% da votação apurada, Rowhani contabiliza 50% dos votos, mais de três vezes do que seu rival mais próximo, o prefeito conservador da capital Teerã, Mohammad Baqer Qalibaf, que possui 15%.

LUÍS LIMA, Agência Estado

15 Junho 2013 | 09h08

Pela lei iraniana, o vencedor do primeiro turno deve alcançar 50% mais um voto para evitar um segundo turno, que aconteceria no dia 21 de junho. O Irã tem mais de 50 milhões de eleitores e o índice de comparecimento às urnas foi elevado. O jornal conservador Kayhan calculou a participação em 75% dos eleitores registrados.

Rowhani obteve, às vésperas da votação, o apoio unificado dos ex-presidentes reformistas Akbar Hashemi Rafsanjani e Mohammad Khatami e, aparentemente, conseguiu dissuadir essa fatia do eleitorado de boicotar o pleito.

O Irã tem entrado em desacordo com potências mundiais sobre seu programa nuclear, que o Ocidente suspeita ter como objetivo o desenvolvimento de armas atômicas. O impasse resultou na imposição de sanções econômicas duras e o isolamento internacional de Teerã.

Durante a campanha eleitoral, Rowhani prometeu agir para aliviar essas sanções, que levaram sérios problemas econômicos ao país. As informações são da Dow Jones Newswires e da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Irãeleições presidenciais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.