EFE/JUSTIN LANE
EFE/JUSTIN LANE

Irã não atacará países vizinhos, mas continuará a produzir armas, garante Rohani

Presidente iraniano respondeu a acusações dos Estados Unidos que promove a desestabilização do oriente médio: ‘Queremos ser um bom vizinho’, disse

O Estado de S.Paulo

18 Abril 2018 | 03h57

TEERÃ – O presidente do Irã, Hassan Rohani, afirmou nesta quarta-feira, 18, que o país “não tem a intenção de atacar” nenhuma das nações do Oriente Médio, mas continuará produzindo “todas as armas para garantir sua defesa”.

“Queremos ser um bom vizinho e sermos bons vizinhos uns com os outros”, declarou Rohani em discurso na capital iraniana durante a comemoração do Dia das Forças Armadas. “Não temos intenção nenhuma de atacar nenhum país.”

A declaração é vista como resposta aos Estados Unidos e seus aliados na região, Israel e Arábia Saudita, que acusam o governo Rohani de desestabilizar o oriente médio e criticam a presença militar do país na Síria, a favor do regime de Bashar Al-Assad. 

+ EUA 'lamentarão' se decidirem sair do acordo nuclear com o Irã, adverte Rohani

Além disso, Washington também pressiona Teerã a reduzir seu programa balístico. “Nós dizemos ao mundo que continuaremos a produzir todas as armas que precisarmos”, disse Rohani. “Nossas armas, nossos mísseis, nossos aviões e nossos tanques não estão dirigidos contra vocês, mas são uma medida de dissuasão”, afirmou.

O presidente iraniano afirmou ainda que apenas “um comportamento pacífico” permitirá solucionar os conflitos na região. 

+ Erdogan recebe Putin e Rohani para discutir solução para conflitos na Síria

Na última sexta-feira, a coalizão formada pelos Estados Unidos, França e Reino Unido atacaram três instalações sírias acusadas de produzir materiais químicos utilizados no ataque à cidade de Duma, reduto rebelde que enfrenta o regime de Assad. //AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.