Irã não dará nem um passo atrás no programa nuclear, diz clérigo

O aiatolá Mohammad Imami Kashani, um dos clérigos iranianos mais influentes, insistiu nesta sexta-feira que o povo do Irã "não dará nem um passo atrás" em seu programa nuclear.Durante o sermão da prece comunitária do meio-dia, realizado na Universidade de Teerã, a principal tribuna política do Irã, Kashani acrescentou que "a tecnologia e o trabalho científico são de suma importância para a sociedade iraniana, especialmente para conseguir a independência e o prestígio científico e econômico"."Se aceitarmos as pressões do opressor e renunciarmos a esta energia vital isto significaria que deixamos nossa vida nas mãos dos estrangeiros. No entanto, a experiência do passado nos previne de fazê-lo", disse Kashani.O clérigo iraniano criticou a função da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) e mostrou dúvidas sobre as verdadeiras razões que motivaram sua criação."Não deveriam os países com tecnologia nuclear ajudar outros a conseguir esta tecnologia e impedir que os Estados desenvolvam armas nucleares?", perguntou Kashani aos fiéis.Kashani pediu ao diretor da AIEA, Mohamed El Baradei, que não siga as diretrizes da Casa Branca e acrescentou que "o Conselho de Segurança da ONU garante segurança aos países que têm armas nucleares, enquanto pisoteia os direitos dos povos".O programa nuclear iraniano desatou uma grave crise internacional uma vez que, apesar de Teerã assegurar que tem fins exclusivamente energéticos, EUA e UE temem que as autoridades iranianas possam desviar o enriquecimento de urânio para fins militares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.