Irã não vai abandonar atividade atômica, diz Ahmadinejad

O Irã não vai ceder à pressão internacional para abandonar seu ciclo de combustível nuclear, disse nesta sexta-feira, 16, o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, um dia depois de a Organização das Nações Unidas ter aprovado novas sanções contra Teerã devido a seu programa atômico."Temos um ciclo de combustível nuclear. Não vamos desistir dele sob pressão. Ao realizar as reuniões (da ONU) vocês (potências ocidentais) não podem bloquear o caminho da nação iraniana", disse Ahmadinejad em um comício na cidade de Khatam, noticiou a agência de notícias IRNA.O esboço de uma resolução para impor novas sanções da ONU ao Irã devido ao seu programa nuclear foi enviado para o conselho na quinta-feira. Ele já foi aprovado pelos cinco membros do conselho com poder de veto - Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, China e Rússia.A nova medida vai penalizar o Irã por se recusar a suspender o enriquecimento de urânio, que pode ser usado para fazer bombas nucleares ou para fins pacíficos.As sanções serão suspensas se o Irã ceder e voltar às negociações. O Ocidente teme que a atividade atômica tenha o objetivo de construir armas atômicas. O Irã nega a acusação.

Agencia Estado,

16 de março de 2007 | 08h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.