Irã não vai interromper programa nuclear, diz Netanyahu

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse nesta sexta-feira estar cético de que o Irã vá concordar em interromper seu programa nuclear e acusou Teerã de estar jogando "uma partida de xadrez" com a comunidade internacional.

AE, Agência Estado

18 Maio 2012 | 10h18

Dias antes de mais uma rodada de negociações sobre o programa iraniano, Netanyahu disse que "nada seria melhor do que ver esta questão resolvida no âmbito diplomático", mas alertou que não identificou "nenhum sinal até agora de que o Irã esteja disposto a encerrar seu programa nuclear".

Os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU - China, Estados Unidos, França, Reino Unido e Rússia - e a Alemanha devem se reunir com o Irã na próxima quarta-feira, 23, para discutir o assunto em Bagdá, na capital iraquiana.

O Irã alega que seu programa tem fins pacíficos, como a produção de energia. O Ocidente e Israel, no entanto, suspeitam que os iranianos ambicionem desenvolver um arsenal atômico.

Depois de se reunir com o presidente tcheco, Vaclav Klaus, em Praga, Netanyahu acusou o Irã de usar as negociações para "ganhar tempo, da mesma forma que a Coreia do Norte fez durante anos", indo "de reunião a reunião com promessas vazias".

"O Irã é muito bom nesse jogo de xadrez", afirmou o premiê israelense. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Israel Irã nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.