Irã nega reunião com os EUA sobre situação no Iraque

O governo iraniano negou neste domingo, 4, que se disponha a manter contatos bilaterais com os Estados Unidos sobre a situação do Iraque durante uma conferência internacional prevista para 10 de março em Bagdá. O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores de Teerã, Mohammad Ali Hosseini, advertiu neste domingo em sua coletiva de imprensa semanal que "não está na agenda nenhum encontro com os Estados Unidos durante a conferência". Hosseini disse ontem que os Estados Unidos tentaram nos últimos meses estabelecer o diálogo direto sobre a segurança no Iraque, e assegurou que o governo do Irã está analisando as propostas de Washington. "Estão tentando por diversos canais apresentar seus pedidos e agora estamos estudando estas propostas", disse. O Irã participará da reunião prevista para 10 de março em Bagdá entre os países vizinhos do Iraque e os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU (Estados Unidos, China, França, Grã-Bretanha e Rússia). Os Estados Unidos confirmaram sua participação nessa reunião, mas a Casa Branca negou que tenha previsto reuniões diretas com os representantes iranianos. Washington atribui ao Irã e à Síria o apoio a grupos armados iraquianos, acusação negada por Teerã.

Agencia Estado,

04 de março de 2007 | 15h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.