Irã nega ter dado dinheiro ao governo do Afeganistão

TEERÃ - A embaixada do Irã no Afeganistão negou nesta segunda-feira, 25, categoricamente ter fornecido dinheiro ao presidente afegão, Hamid Karzai, como denunciou o jornal americano The New York Times.

Efe

25 de outubro de 2010 | 15h06

 

Veja também:

linkDiálogo entre Afeganistão e Taleban não trata de paz

linkAtaque da Otan deixa ao menos 25 mortos

link600 soldados da Otan morreram no país em 2010

 

Em comunicado divulgado através da imprensa iraniana, a embaixada qualificou a notícia como "grotesca" e negou que Omar Daudzai, chefe de gabinete de Karzai, atuasse de intermediário.

 

"Tratam-se de rumores infundados e insultantes que têm como único objetivo influenciar a opinião pública e prejudicar as relações entre dois países amigos. A embaixada da República Islâmica do Irã no Afeganistão rejeita essa denúncia falsa, ridícula e insultante do The New York Times", diz a nota.

 

"Os vínculos históricos e culturais entre as duas nações são tão firmes que superam esta campanha de mentiras orquestrada pela imprensa ocidental", acrescenta a nota, divulgada pela agência de notícias local Isna.

 

Em artigo publicado no sábado, o jornal nova-iorquino afirmava que Omar Daudzai tinha recebido dinheiro de forma regular procedente do Irã. Apesar da recusa, porém, Karzai admitiu mais cedo que seu país recebe dinheiro do Irã em troca de "boas relações" e que os EUA também repassam dinheiro ao seu governo. Segundo o New York Times, a quantia dada pelo Irã chega a quase US$ 1 milhão e é passada duas vezes por ano.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoIrã

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.