Irã pede a ONU que convença Israel a desistir de arma nuclear

O Irã pediu para que o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) exija que Israel desista de suas armas nucleares.O embaixador iraniano na ONU, Javad Zarif, escreveu para as 15 nações do Conselho de Segurança depois que o primeiro-ministro de Israel, Ehud Olmert, deixou subentendido pela primeira vez que seu país tinha armas nucleares, durante uma entrevista a uma emissora de TV da Alemanha.Israel jamais havia reconhecido que possui bombas atômicas e, diferentemente do Irã, não é membro do Tratado de Não-Proliferação Nuclear (NPT)."Israel provavelmente teria cerca de 200 armas nucleares", disse Hans Blix, ex-diretor geral da Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA), em junho passado.As declarações de Olmert provocaram sérias críticas de países árabes, que acreditam que Europa e Estados Unidos não estão trabalhando corretamente ao pressionar somente o Irã a suspender suas atividades nucleares enquanto ignoram as armas israelenses.A carta iraniana foi o primeiro documento formal pedindo para que o Conselho de Segurança tome providências contra Israel.O Irã, que freqüentemente está em negociação com o Conselho de Segurança por sofrer sanções em relação a suas ambições nucleares, informou que seu programa nuclear procura apenas produzir energia elétrica e não armas.Zarif quer que o Conselho "exija que Israel abandone as armas nucleares e urgentemente associe-se ao NPT e, sem demora, relacione todas as instalações nucleares ao IAEA."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.