Irã pede ao Iraque que se afaste da influência dos EUA

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, conclamou os iraquianos a se responsabilizarem pela própria segurança ao invés de dependerem da presença do Exército dos Estados Unidos. Os comentários do chefe de governo iraniano fazem parte de uma série de críticas de Teerã a um pacto de segurança que vem sendo negociado entre Washington e Bagdá por meio do qual as tropas americanas permaneceriam no Iraque por mais três anos.Ahmadinejad disse acreditar que os iraquianos "são capazes de manter a segurança do país e anular a influência de estrangeiros". As palavras de Ahmadinejad foram publicadas hoje na página oficial da presidência iraniana na internet. Ele fez os comentários durante uma reunião com Massoud Barzani, presidente da região semi-autônoma curda do norte do Iraque. Ele viajou a Teerã em busca do apoio da república islâmica para o acordo. O Irã observa o pacto como uma ameaça a seus interesses regionais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.