Irã permite visita de jornalistas a central nuclear

O governo iraniano autorizou, pela primeira vez, a visita de um grupo de jornalistas estrangeiros à central nuclear de Bushehr, que vem sendo construída por técnicos russos. A visita guiada - sem a autorização para fotografias ou filmagens - destinou-se a mostrar que a instalação serve apenas a fins pacíficos, embora os EUA insistam em acusar o regime de Teerã de buscar armas nucleares.?A central de Bushehr está sob supervisão total da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) e até o momento não se registrou nenhuma violação?, disse o diretor da instalação, Nasser Sharif-Loo. Há câmera de vídeo da AIEA no local, informam autoridades iranianas.As suspeitas dos Estados Unidos apontam que outras instalações estariam envolvidas na produção de urânio enriquecido, que os iranianos afirmam utilizar apenas para produzir energia com fins civis.O diretor da AIEA, Mohamed El-Baradei, disse que o programa nuclear iraniano é ?muito avançado e sofisticado?, e que mais instrumentos de controle são necessários.O Irã, que é membro do Tratado de Não-Proliferação Nuclear, rejeitou assinar um protocolo que permitiria inspeções de surpresa em locais não-declarados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.