Irã pode abrir base de Parchin para inspeção da AIEA

Autoridades iranianas, citadas por um jornal local, disseram que o país pode abrir a base militar de Parchin à visitação de inspetores da Agência Internacional de Energia Nuclear, órgão ligado à Organização das Nações Unidas (ONU).

AE, Agência Estado

27 de dezembro de 2012 | 16h12

Reportagem publicada nesta quinta-feira pelo jornal independente Mardomsalari cita o vice-ministro de Relações Exteriores Hasan Qashqavi afirmando que os inspetores da AIEA podem visitar Parchin "se as ameaças estrangeiras forem atenuadas", embora não tenha explicado exatamente o que isso significa.

Como integrantes do alto escalão do governo raramente falam sobre questões sensíveis como esta, as declarações de Qashqavi foram vistas como ecos da opinião da liderança iraniana.

No início deste mês, inspetores da AIEA que viajaram para Teerã não conseguiram ir até Parchin, onde acreditam que tenham sido realizadas experiências nucleares.

O governo iraniano afirma que Parchin é apenas uma instalação militar convencional e nega as acusações do Ocidente de que seu programa nuclear tenha objetivos militares. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
IrãnuclearParchin

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.