Irã poderá expulsará inspetores da AIEA se houver embargo

Um renomado deputado iraniano disse que seu país pode expulsar os inspetores da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) caso o Conselho de Segurança aprove uma resolução contra o país.Heshmatolah Falahat Pisheh, membro do comitê de segurança nacional e política externa da Câmara, afirmou à agência Fars que a expulsão dos inspetores será a primeira reação do Irã se o Conselho de Segurança da ONU impor um embargo. "Os EUA estão tentando pressionar a China e a Rússia para que aprovem uma resolução contra o Irã. Caso não consigam, formarão uma aliança com diferentes países do mundo (para impor um embargo ao Irã)", disse Pisheh.Segundo o deputado iraniano, os EUA tentarão, desta forma, debilitar o papel de China, Rússia e do Conselho de Segurança na crise nuclear iraniana. "O principal propósito dos EUA é a abstenção da Rússia e da China diante de uma resolução (do Conselho de Segurança). Ou seja, que não usem seu direito ao veto", afirmou o parlamentar iraniano, que acha que não existe nenhum desacordo entre China, Rússia e EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.