Irã prende assassinos de cientistas

O Irã prendeu alguns dos responsáveis pela série de assassinatos de cientistas nucleares iranianos, informou ontem a mídia estatal. O ministro de Inteligência Heydar Moslehi disse que o Irã tinha neutralizado duas redes dentro e fora do país, que supostamente estiveram envolvidas em treinar os assassinos, segundo a agência Fars.

DUBAI, O Estado de S.Paulo

23 de julho de 2012 | 03h02

Pelo menos quatro cientistas ligados ao controvertido programa nuclear iraniano foram mortos desde 2010 e um quinto, Fereydoun Abbasi Davani - chefe da Organização de Energia Atômica -, foi ferido. O ministro não disse quantas pessoas foram presas ou onde as redes operavam. Mas o Irã tinha atribuído os assassinatos às agências de espionagem dos EUA, Israel, França e Grã-Bretanha. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.