Irã prepara novo pacote para solucionar questão nuclear

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, anunciou hoje que o governo de seu país está preparando um novo pacote a ser apresentado a potências mundiais no âmbito das negociações em torno do programa nuclear iraniano. "Estamos preparando um novo pacote. Ele ficará pronto em breve", declarou o chefe de governo iraniano durante discurso na província de Kerman, no sul do país, segundo despacho da Agência de Notícias da República Islâmica.

AE, Agencia Estado

15 de abril de 2009 | 09h04

A agência Fars, por sua vez, citou Ahmadinejad dizendo que o pacote "será apresentado ao P5+1", em referência ao grupo composto pelos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas (China, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha e Rússia) mais a Alemanha. "O Irã manterá discussões com base neste novo pacote com o objetivo de assegurar a paz e a justiça no mundo", prosseguiu Ahmadinejad, citado pelas agências, sem fornecer detalhes.

De acordo com Ahmadinejad, o pacote em fase de preparação é uma nova versão das propostas apresentadas pelo Irã em maio de 2008, qualificadas por Teerã como uma tentativa abrangente de solucionar os problemas do mundo e que incluíam a criação de consórcios de enriquecimento de urânio e produção de combustível nuclear, inclusive um em solo iraniano. O pacote do ano passado foi apresentado depois de as potências terem proposto incentivos econômicos para ajudar o Irã a desenvolver seu programa nuclear em troca da paralisação das atividades de enriquecimento de urânio.

Na segunda-feira, o negociador-chefe do programa nuclear iraniano, Saeed Jalili, disse que seu país está pronto para negociar o fim do impasse com o grupo de seis potências. Os Estados Unidos e alguns de seus aliados suspeitam que o Irã desenvolva em segredo um programa nuclear bélico. O Irã sustenta que seu programa nuclear é civil e tem finalidades pacíficas, estando de acordo com as normas do Tratado de Não-Proliferação Nuclear, do qual é signatário. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãnuclearAhmadinejad

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.