Irã promete investigar morte de jornalista

O presidente iraniano Mohammad Jatami determinou, neste domingo, que sejam investigadas as circuntâncias da morte da jornalista candense Zahra Kazemi, de origem iraniana, morta após a sua detenção no final de junho, segundo a agência oficial do Irã. De acordo com parentes da jornalista free lance, ela foi detida e agredida após tirar fotos da prisão de Evin.

Agencia Estado,

13 Julho 2003 | 09h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.