Irã protesta por violações de seu espaço aéreo

O Irã protestou hoje formalmente às embaixadas da Grã-Bretanha e da Suíça pelas violações de seu espaço aéreo e afirmou que quatro mísseis da coalizão anglo-americana caíram em território iraniano. O Pentágono acredita ser "muito provável" que algum de seus mísseis Tomahawk lançados contra o sul do Iraque tenha perdido o rumo e caído no sudoeste do Irã. Mas os funcionários da Defesa dos EUA disseram que não podiam confirmar essa informação. Um míssil americano caiu hoje às 15h55 locais na localidade iraniana de Jorramsharr, o quarto a cair no Irã desde o início da campanha no Iraque. Segundo a agência iraniana Irna, a explosão estremeceu as construções da cidade, mas aparentemente não causou vítimas. Outros dois mísseis caíram hoje perto da fronteira com o Iraque, na cidade de Manyuhi, um dia depois que um outro míssil atingiu um depósito de petróleo e feriu três pessoas na localidade de Abadan. Ainda de acordo com a agência Irna, aviões americanos e britânicos entraram repetidamente na sexta-feira e ontem no espaço aéreo do sudoeste do Irã, perto do porto meridional iraquiano de Basra. Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.