Peter Foley/Efe
Peter Foley/Efe

Irã quer chegar a acordo sobre a questão nuclear 'em meses'

Novo presidente oferece 'medidas de transparência' e cooperação com a comunidade internacional

AE, Agência Estado

26 de setembro de 2013 | 09h21

O presidente do Irã, Hasan Rohani, quer chegar a um acordo sobre o programa nuclear do país "em meses, não anos", afirmou o mandatário na quarta-feira 25 em entrevista ao jornal Washington Post. Rohani disse que sua "escolha" seria um cronograma de três meses para as negociações, contudo seis meses ainda seria um "bom" período.

"Precisamos de resolução em um tempo razoável. Em seguida, a estrada será pavimentada para outras atividades", afirmou o presidente.

O único caminho a seguir, segundo ele, é inserir um cronograma curto nas negociações. "Essa é uma decisão do meu governo. Quanto menor for (o prazo), mais benéfico será para todos. Se são três meses, essa seria a escolha do Irã, ou se são seis meses, ainda seria bom. É uma questão de meses, não de anos."

Rohani diz estar preparado para oferecer amplas medidas de "transparência" para tranquilizar o Ocidente de que o Irã não tem a intenção de construir uma bomba nuclear.

Tratado. O presidente iraniano desafiou nesta quinta-feira, 26, o governo de Israel a assinar o Tratado de Não-Proliferação Nuclear (TNP). Segundo Rohani, nenhum país deveria possuir a bomba atômica e o fato de Israel não aderir ao TNP é o que impede o estabelecimento de uma área livre de armas nucleares no Oriente Médio.

Em reunião nesta quinta-feira, Irã, Estados Unidos, Rússia, China, França, Grã-Bretanha e Alemanha vão discutir a retomada das negociações em torno do programa nuclear iraniano./ REUTERS e AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.