Irã quer desenvolver armas nucleares, diz Israel

Israel afirmou neste sábado que a descoberta de uma usina de enriquecimento nuclear no Irã prova que o país busca desenvolver armas nucleares, e exigiu uma resposta clara do Ocidente. "As revelações desta segunda instalação de enriquecimento nuclear no Irã provam sem dúvida nenhuma que esse país quer se equipar com armas nucleares", declarou o ministro de Relações Exteriores, Avigdor Lieberman, à rádio pública.

AE, Agencia Estado

26 de setembro de 2009 | 12h17

"Esperamos que uma resposta inequívoca seja dada em 1º de outubro", acrescentou ele, referindo-se ao encontro da próxima semana entre o Irã e seis potências mundiais envolvidas na negociação sobre disputa nuclear.

"Não ficamos surpresos com as recentes revelações, porque temos dito que o Irã está desenvolvendo suas atividades nucleares para fins militares, e os fatos provam isso agora", disse Lieberman. "Sem perder tempo, temos de trabalhar para a derrubada do louco regime de Teerã."

As declarações de Lieberman foram feitas um dia após Estados Unidos, Reino Unido e França terem acusado o Irã de estar construindo uma usina nuclear secreta e de que não teria informado os inspetores internacionais. A denúncia foi feita na reunião do Grupo dos 20 (G-20, que reúne as nações mais industrializadas e as principais potências emergentes do mundo) em Pittsburgh, nos EUA. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelIrãusina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.