Irã reafirma apoio aos palestinos após acusações dos EUA

O Irã defendeu nesta terça-feira seu apoio aos palestinos depois de ser acusado pelo ministro norte-americano de Defesa, Donald Rumsfeld, de financiar e inspirar os atentados suicidas contra israelense. "Os terroristas declararam guerra contra os povos, países como Irã, Iraque e Síria inspiraram e financiaram uma cultura de homicídio político e atentados suicidas", declarou nesta segunda-feira Rumsfeld. O ministro iraniano de Relações Exteriores, Kamal Jarazi, comentou que as acusações "não são novas e que os Estados Unidos sempre acusaram o Irã de apoiar os palestinos." A afirmação foi feita durante a Organização da Conferência islâmica sobre terrorismo, que acontece em Kuala Lumpur, na Malásia. "Os palestinos têm o direito de resistirem e todos os países muçulmanos têm a responsabilidade de apoiar o povo palestino no plano político e moral. Outros países devem ajudar a Palestina e pressionar Israel para que a violência seja erradicada. Israel não busca a paz. A única opção que resta aos palestinos é a resistência", completou Jarazi

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.