Irã reitera oposição a eventual ataque contra Iraque

O Irã reiterou posição desfavorável a eventual ataque dos EUA contra o Iraque, alertando que não permanecerá imóvel diante da ameaça de uma nova instabilidade na região. O porta-voz do Ministério de Relações Exteriores, Hamid Reza Asefi, disse em entrevista que apenas "o povo iraquiano, e não o poder mundial, deve determinar o destino do Iraque". "Ao mesmo tempo, o Irã não permanecerá imóvel diante de tal instabilidade, já que a decisão de um país de depor o governo de outro pode tornar-se uma regra" afirmou Asefi.O porta-voz concordou que Bagdá deve permitir a entrada dos inspetores de armas das Nações Unidas no país e colocar um fim a atual tensão. Asefi disse que o Irã e a Rússia mantêm seu compromisso com o projeto de US$ 800 milhões para construção de um reator nuclear ao sul do Irã, que é rejeitado pelos EUA. Washington teme que o projeto ajude o Irã a avançar um seu programa de armas. O Irã diz que a usina deverá melhorar serviços para a população.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.