Irã retoma construção de centrífugas nucleares

O governo do Irã declarou neste sábado que o país continua a não a enriquecer urânio, mas confirmou que retomou a construção de centrífugas com esse objetivo. Segundo o ministro das Relações Exteriores, Kamal Kharrazi, a retomada dos trabalhos com as centrífugas tem fins pacíficos e não visa a construção de armas nucleares. ?Estamos tendo conversas para mostrar que não estamos buscando a fabricação de armas nucleares?, disse o ministro, acrescentando que o país insistirá em ?seu direito legítimo? de obter essa tecnologia e que não permitirá que outros os privem desses direitos ?naturais e legais?. Desde que o Irã violou os lacres da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), os Estados Unidos pressionam para que a agência, um braço da ONU, adote uma sanção contra o País. Inglaterra, Alemanha e França tentam uma solução negociada para o impasse, mas o Irã diz que retomou a construção das centrífugas depois que esses países não cumpriram a promessa de ajudar ao programa nuclear iraniano se o país parasse de produzir as centrífugas.

Agencia Estado,

31 de julho de 2004 | 12h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.