Irã revidará em caso de ataque dos EUA, diz Khamenei

O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, disse nesta quinta-feira que responderá com ataques a alvos americanos em todo o mundo caso os Estados Unidos promovam uma ação militar contra o país.Em um discurso a comandantes da força aérea iraniana, Khamenei alertou: "O inimigo sabe muito bem que qualquer invasão será seguida de uma ampla reação contra os invasores e contra seus interesses em todo o mundo".Líderes iranianos costumam alertar para duras respostas a um eventual ataque americano. A declaração do aiatolá vem à tona em um momento de muita tensão entre Teerã e Washington. "Apesar da resolução do Conselho de Segurança da ONU, continuamos acreditando na negociação e nas relações diplomáticas", disse o embaixador durante a entrevista coletiva, na qual suas declarações foram traduzidas para o espanhol por um intérprete.A Casa Branca respondeu hoje às ameaças de Khamenei, reiterando que os EUA não tem nenhuma intenção de atacar o Irã.O presidente americano, George W. Bush, deixou claro que o país não tem "intenção de ir à guerra com o Irã", disse hoje o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, Gordon Johndroe.O Aiatolá faz este tipo de declarações "de vez em quando", segundo Johndroe, insistindo em que o Governo americano disse em numerosas ocasiões que não planeja nenhum tipo de confronto com o regime iraniano.A secretária de Estado, Condoleezza Rice, ressaltou a afirmação nesta quarta-feira em seu comparecimento diante do comitê de Exterior da Câmara de Representantes, onde assegurou que não existe nenhum plano nesse sentido.O governo americano acusa o Irã de tentar interferir no Iraque e lança suspeitas sobre os objetivos declaradamente civis do programa nuclear civil conduzido por Teerã.Recentemente, o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, ordenou aos soldados americanos que ajam contra iranianos suspeitos de colaborar com a insurgência iraquiana e enviou um novo porta-aviões ao Golfo Pérsico como forma de alerta ao Irã."Muita gente diz que o presidente americano não é muito propenso a calcular as conseqüências de seus atos, mas é possível transmitir sabedoria a esse tipo de pessoa", prosseguiu Khamenei."Os formuladores de política e analistas dos Estados Unidos sabem que a nação iraniana não permitirá que uma invasão fique sem resposta", concluiu o aiatolá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.