Irã: Rohani reitera transparência em negociações

O presidente do Irã, Hassan Rohani, assegurou que seu país não vai desistir do direito ao uso pacífico da energia nuclear, mas reiterou que os representantes iranianos serão "transparentes" nas negociações com as potências internacionais, que terão uma nova rodada a partir de terça-feira.

AE, Agência Estado

11 Maio 2014 | 16h13

Rohani fez os comentários em pronunciamento a um grupo de médicos e especialistas em energia nuclear, em uma aparente tentativa de conter a objeção de setores mais conservadores à possibilidade de concessões ao Ocidente em troca do relaxamento de sanções.

"Se o mundo busca boas relações com o Irã, ele precisa escolher o caminho de aceitar os direitos iranianos, respeitando nossa nação e nossos cientistas", declarou Rohani. "A nação iraniana nunca buscou armas de destruição em massa, pois não as considera legítimas", prosseguiu ele. "Não temos nada para mostrar a nossos interlocutores além de transparência", acrescentou.

O Irã negocia um acordo com o grupo de seis potências formado por Alemanha, China, Estados Unidos, França, Reino Unido e Rússia. Originalmente, as partes têm até julho para buscar um acordo definitivo sobre os rumos do programa nuclear iraniano.

EUA e Israel acusam o Irã de desenvolver em segredo um programa nuclear bélico. O governo iraniano nega a acusação, assegura que suas usinas atômicas têm fins estritamente pacíficos de geração de energia elétrica e já declarou em diversas ocasiões que não pretende interromper suas atividades nucleares. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Irã nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.