Irã: Rouhani pede negociação nuclear 'séria'

O novo presidente do Irã, Hasan Rouhani, afirmou nesta terça-feira que seu país está pronto para engajar-se novamente nas negociações com as potências internacionais sobre os rumos do programa nuclear da república islâmica.

AE, Agência Estado

06 de agosto de 2013 | 13h13

"O Irã está pronto para engajar-se em conversas sérias e substanciais, sem perda de tempo", declarou Rouhani em sua primeira entrevista coletiva como presidente iraniano. Ele aproveitou para manifestar expectativa em que a postura do Ocidente seja "de diálogo, e não de ameaças."

Mais cedo, a comissária de política externa da União Europeia (UE), Catherine Ashton, telefonou para Rouhani com o objetivo de organizar uma reunião sobre a questão nuclear o mais rápido possível. No telefonema, ela parabenizou Rouhani pela posse, ocorrida no domingo, e pediu a ele que faça uso da convincente vitória que obteve nas urnas para "buscar uma rápida solução" para o tema.

Apesar dos comentários do novo presidente iraniano e da chefe da diplomacia europeia, nenhuma data para um novo encontro foi anunciada.

As potências envolvidas nas gestões com o Irã são os cinco membros do Conselho de Segurança (CS) da Organização das Nações Unidas (ONU) - China, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha e Rússia - mais a Alemanha. O grupo é conhecido como P5+1. No ano passado, quatro rodadas de negociações entre o Irã e o P5+1 não produziram nenhum avanço significativo.

Os EUA e alguns de seus aliados suspeitam que o Irã desenvolva em segredo um programa nuclear bélico. O Irã sustenta que seu programa nuclear é civil e tem finalidades pacíficas, como a geração de energia elétrica e a pesquisa de isótopos medicinais, estando de acordo com as normas do Tratado de Não-Proliferação Nuclear, do qual é signatário. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãnuclearRouhaniAshtonUEP5+1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.