Irã será observador em cúpula de países do sul da Ásia

Os secretários de Exteriores dos países representados na Organização para a Cooperação Regional do Sul da Ásia (SAARC, sigla em inglês) aprovaram na noite de sábado, 31, o pedido iraniano de obter um status de observador durante sua cúpula, publicou neste domingo, 1, o jornal indiano The Hindu.A 14ª rodada da SAARC, que começará na terça-feira em Nova Délhi e terá uma duração de dois dias, será a primeira que contará com observadores do exterior, procedentes de China, Coréia do Sul, Japão e Estados Unidos, assim como da União Européia (UE).A SAARC, uma organização de cooperação econômica, foi criada no ano 1985 e é formada por Índia, Paquistão, Bangladesh, Sri Lanka, Nepal, Butão e Maldivas, sendo que o Afeganistão se incorporará ao grupo nesta edição.A aprovação do pedido iraniano é, por enquanto, uma "recomendação", segundo o secretário de Exterior indiano, Shivshankar Menon, e caberá aos Ministros de Exteriores, reunidos em Nova Délhi a partir da segunda-feira, tomar uma decisão definitiva sobre o assunto.Na reunião, que continuará neste domingo, os secretários negociaram também a implementação de uma universidade do Sul da Ásia, informou a agência indiana PTI.Os países-membros da SAARC têm uma população total de aproximadamente 1,4 bilhão de pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.