Irã: Sobe para 30 número de mortos em terremoto

Um terremoto de magnitude 6,3 ocorrido hoje nas proximidades da cidade iraniana de Busher provocou a morte de pelo menos 30 pessoas e deixou centenas de feridos, informa a mídia local. Pouco depois, um funcionário do governo assegurou que o forte tremor de terra não danificou a usina nuclear de Busher.

AE, Agência Estado

09 de abril de 2013 | 13h37

O tremor aconteceu em Kaki, perto da cidade de Khormoj. Kaki situa-se 96 quilômetros a sudeste de Busher, cidade que abriga a primeira usina nuclear do país.

"Não houve danos à usina de energia (atômica) de Busher", assegurou Fereidoun Hasanvand, vice-governador da província de mesmo nome, à televisão iraniana. A distribuição de água e energia elétrica foi interrompida em diversas áreas.

Além das 30 pessoas mortas, 650 foram socorridas em hospitais locais, a maior parte delas com ferimentos superficiais, disse Ebrahim Darvishi, governador do distrito de Shonbeh, o mais atingido pelo abalo sísmico.

Segundo a agência semioficial de notícias Fars, moradores assustados correram para as ruas no momento do tremor, que aconteceu às 8h52 (horário de Brasília).

O terremoto foi sentido em todo o Golfo Pérsico, do Bahrein aos Emirados Árabes Unidos e ao Catar, onde trabalhadores foram retirados de um arranha-céu como precaução.

Na manhã de domingo, um terremoto mais fraco foi registrado em Khormoj. O Irã está localizado sobre falhas sísmicas e registra terremotos diariamente.

Em 2003, cerca de 26 mil pessoas morreram quando um terremoto de magnitude 6,6 atingiu a região e destruiu a histórica cidade de Bam, no sul iraniano. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Irãterremoto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.