Irã tenta barrar entrada da Al-Qaeda

A partir da próxima segunda-feira, o Irã volta a exigir visto para cidadãos de países do Golfo Pérsico que pretendem entrar no país, informou neste sábado a agência oficial Irna, citando declarações do embaixador do país na ONU, Hadi Nejad Hosseinian. Segundo o embaixador, o objetivo do governo é impedir a infiltração de membros da rede terrorista Al-Qaeda. A exigência de visto tinha sido retirada havia um ano para países do Conselho de Cooperação do Golfo, entre eles Arábia Saudita, Kuwait, Catar e Emirados Árabes Unidos. No início do mês, o presidente americano, George W. Bush, advertiu o Irã contra dar abrigo a membros da Al-Qaeda fugitivos do Afeganistão. Leia o especial

Agencia Estado,

19 Janeiro 2002 | 16h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.