Irã teria 18 mil centrífugas para enriquecer urânio

O ex-chefe da Organização de Energia Atômica, do Irã, Fereidoun Abbas, disse que Teerã possui um total de 18 mil centrífugas para o enriquecimento de urânio - processo que pode ser um caminho para a fabricação de armas nucleares. O número é maior do que divulgado publicamente.

Agência Estado

17 de agosto de 2013 | 19h13

Abbas entregou o cargo neste sábado para Ali Akbar Salehi, que foi nomeado pelo novo presidente Hasan Rouhani.

Os EUA e seus aliados temem que o Irã está tentando produzir armas nucleares. Teerã diz que seu programa nuclear é pacífico.

O atual presidente se comprometeu a seguir uma política de moderação e aliviar as tensões com o mundo exterior. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Irãprograma nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.