Leader.ir/Handout/Reuters
Leader.ir/Handout/Reuters

Irã vai manter seu programa de mísseis, diz aiatolá Khamenei

TEERÃ  - O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, afirmou neta quarta-feira que seu país não irá abandonar seu programa de mísseis balísticos, apesar da crescente pressão internacional no sentido contrário.

O Estado de S. Paulo

30 de março de 2016 | 13h24

"Eu aprovo o diálogo político em níveis internacionais", disse Khamenei, se referindo ao acordo nuclear firmado em meados do ano passado. Hoje, no entanto, estamos em um momento que requer "tanto o diálogo como os mísseis", continuou.

O Irã iniciou uma nova série de testes com mísseis no ano passado, com o último lançamento acontecendo no início deste mês. Os testes causaram o temor no Oriente Médio e no Ocidente de que o acordo nuclear assinado no ano passado não foi o suficiente para deter as ambições militares e estratégicas de Teerã.

Autoridades do país insistem que os mísseis têm propósitos defensivos e não são desenhados para carregar ogivas nucleares. Em dezembro, o presidente Hassan Rouhani prometeu acelerar o desenvolvimento da capacidade balística do país após os Estados Unidos alertarem para novas sanções.

Os EUA veem os mísseis de longo alcance iranianos como uma ameaça a Israel e aliados do Golfo Pérsico. Em resposta aos últimos testes, Washington impôs novas sanções sobre 11 entidades iranianas.

Para a Rússia, que estreitou seus laços políticos e de segurança com o Irã desde a assinatura do acordo, não há indícios de que os mísseis testados poderiam ser carregados com ogivas.

"Como os iranianos estão nos dizendo, os mísseis testados são incapazes de carregar ogivas. Não acreditamos que esses lançamentos estão violando a resolução 2231, uma vez que ela não proíbe esse tipo de teste", disse Mikhail Ulyanov, funcionário do Ministério das Relações Exteriores. /AP

Mais conteúdo sobre:
Irãprograma de mísseis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.