Irã: Zarif critica 'declarações conflitantes' de Kerry

O ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, criticou nesta segunda-feira o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, por ter acusado Teerã de ter recuado de um acordo mais abrangente em relação ao futuro de seu programa nuclear.

AE, Agência Estado

11 de novembro de 2013 | 18h57

Kerry disse mais cedo que as potências estavam "unidas" a respeito do acordo nuclear com o Irã durante as negociações realizadas em Genebra durante o fim de semana, mas os iranianos não teriam aceitado o esboço de um acordo.

Relatos anteriores indicavam que as conversações se desmantelaram porque a França se recusou a aceitar o acordo com o Irã.

De volta a Teerã, Zarif disse que as "declarações conflitantes" de Kerry minaram a confiança no processo e afirmou que "progressos consideráveis foram obtidos" durante as conversações em Genebra.

Zarif declarou-se esperançoso na obtenção de um acordo, mas defendeu que todas as sanções ocidentais a Teerã sejam retiradas.

Hoje, o Irã concordou com a expansão do monitoramento da Organização das Nações Unidas (ONU) nas instalações nucleares do país, o que inclui um novo reator, informou a televisão estatal iraniana.

O acordo foi fechado durante negociações em Teerã com o diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Yukiya Amano, como parte de uma iniciativa paralela para ampliar os esforços com o objetivo de aliviar os temores ocidentais sobre a possibilidade de o Irã desenvolver armas nucleares, algo que Teerã nega. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
KerryZarifIrãnuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.