Iraniana cegada com ácido perdoa agressor

Uma mulher iraniana que foi cegada com ácido por um pretendente perdoou seu agressor no último minuto, poupando-o de ser punido com a mesma agressão. A televisão estatal apresentou hoje imagens de Ameneh Bahrami, que estava na sala de cirurgia com o agressor, Majid Mohavedi.

AE, Agência Estado

31 de julho de 2011 | 12h49

Ele estava a seus pés esperando que ela jogasse ácido em seus olhos, como retribuição. Entretanto, Bahrami disse que perdoava Mohavedi e a TV estatal mostrou-o chorando e dizendo que ela foi "muito generosa". Mohavedi jogou ácido no rosto de Bahrami em 2004, quando ela recusou sua proposta de casamento. Em 2008, uma ordem judicial autorizou Bahrami a se vingar na mesma medida. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Irãácidopuniçãoperdãomulher

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.