Iraque acusa soldados iranianos de incursão na fronteira

Grupo de 11 soldados teriam tomado controle de poço de petróleo em área disputada pelos dois países.

BBC Brasil, BBC

18 de dezembro de 2009 | 14h03

Autoridades do Iraque acusaram nesta sexta-feira o Exército iraniano de fazer uma incursão no lado iraquiano da fronteira para tomar o controle de um poço de petróleo disputado pelos dois países.

O ministro do Interior do Iraque, Ahmed Ali Al-Khafaji, que inicialmente dissera que o incidente não teve importância, por se tratar de uma área abandonada numa seção da fronteira disputada pelos dois países, afirmou posteriormente que a incursão nesta sexta-feira foi a última de uma série nesta semana.

"Às 15h30 desta tarde, 11 soldados iranianos infiltraram a fronteira Irã-Iraque e tomaram o controle de um poço de petróleo. Eles hastearam a bandeira iraniana e ainda estão lá neste momento", afirmou Al-Khafaji à agência de notícias Reuters.

Segundo ele, o governo iraquiano não tomou nenhuma ação militar contra a incursão, mas advertiu que buscará uma resposta diplomática dura.

O incidente também foi confirmado por um porta-voz do Exército americano à agência France Presse.

O vice-ministro das Relações Exteriores do Iraque, Mohammed Haj Aziz, disse que o governo iraquiano estuda convocar o embaixador do Irã no país neste sábado para pedir explicações sobre o ocorrido.

Até o início da tarde (hora de Brasília), não havia relatos de nenhuma autoridade iraniana confirmando publicamente o ocorrido.

Incidentes como esse já aconteceram outras vezes antes na fronteira entre o Irã e o Iraque, que nunca foi claramente delineada após a guerra entre os dois países nos anos 1980.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.