Iraque afirma que jatos aliados mataram dois civis

Dois civis iraquianos foram mortos hoje em ataques realizados por jatos norte-americanos e britânicos no sul do Iraque, informou a Agência de Notícias Iraquiana, citando um porta-voz militar não identificado. De acordo com a agência, um civil teria ficado ferido nos bombardeios. Os locais exatos dos ataques, "instalações civis e de serviço", não foram informados pela fonte. Em Riad, o porta-voz da Força Conjunta Anglo-Americana no Sudoeste da Ásia, David Nagle, afirmou que aviões aliados bombardearam duas instalações antiaéreas iraquianas em Shahbanm, a cerca de 360 quilômetros ao sudeste de Bagdá. Segundo Nagle, que não citou baixas civis, os ataques foram uma resposta a ameaças iraquianas contra os jatos aliados na zona de exclusão aérea do sul do país. Ele não especificou o tipo de ameaça sofrida. Nagle disse também que todas as aeronaves retornaram em segurança às suas bases. O porta-voz iraquiano afirmou que Riyadh Nahi Shaker e Murtadha Abdel Amir foram mortos nos bombardeios, enquanto que Amjid Rahim Khudhair ficou ferido. Ele disse também que unidades da defesa aérea iraquiana atacaram os jatos aliados, "forçando-os a deixar os céus iraquianos em direção à Arábia Saudita e Kuwait".

Agencia Estado,

03 Outubro 2001 | 16h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.