Iraque anuncia auxílio aos curdos em combate a militantes do Isil

Primeiro-ministro ordenou, pela primeira vez, que forças aéreas deem suporte a forças curdas peshmerga

O Estado de S. Paulo

04 de agosto de 2014 | 11h39

BAGDÁ - O governo iraquiano anunciou que realizará ataques aéreos de apoio à ofensiva das milícias curdas para retomar cidades dominadas pelos insurgentes do Estado Islâmico no Iraque e no Levante (Isil, na sigla em inglês). Pela primeira vez, o primeiro-ministro do Iraque, Nuri al-Maliki, ordenou que as forças aéreas auxiliem as forças curdas.

"O comandante das Forças Armadas ordenou que comando aéreo dê suporte às forças curdas peshmerga contra as gangues terroristas do Isil", afirmou o porta-voz militar Qassim Atta.

As forças curdas "peshmerga" planejam lançar uma contraofensiva aos militantes Isil no norte do Iraque, disse uma autoridade curda nesta segunda-feira, 4, e reclamavam da falta de apoio de Bagdá nas ofensivas contra o Isil.

A decisão foi tomada após os curdos serem envolvidos nos confrontos no domingo 3. O Isil avançou rapidamente por três cidades, derrotando os curdos, para alcançar a represa de Mosul. No caminho, os militantes tomaram o controle de um campo de petróleo.

Uma das autoridades disse que os curdos estavam espalhados pela região, mas iriam reunir um grande número de combatentes para reagir aos militantes sunitas.

Uma importante autoridade curda pediu que os Estados Unidos intervenham no conflito e forneçam armas "para o bem da luta contra o terrorismo". /AP e REUTERS

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    IraquecurdosIsil

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.