Iraque anuncia primeira operação suicida da guerra

O Iraque anunciou hoje a primeira "operação suicida" da guerra contra as forças anglo-americanas. Um porta-voz militar iraquiano disse que um civil se explodiu em Faw, quando se encontrava ao lado de um tanque militar. Durante uma entrevista à imprensa transmitida diretamente pela cadeia árabe Al-Jazira, o porta-voz militar, Hazem El Rawy, disse que "a primeira operação suicida foi cometida na madrugada de hoje, terça-feira, por um cidadão iraquiano contra os invasores". "Pode-se esperar por muito mais do que isto; o que mostra que somos um povo muçulmano e crente", acrescentou Rawy. De outro lado, o ministro de Informação iraquiano, Mohammad Sail al Sahaf, afirmou que nas últimas 24 horas as forças iraquianas mataram 11 soldados "inimigos" e destruíram três helicópteros e 30 veículos americanos e britânicos, incluindo alguns tanques. Sahaf acrescentou que nas últimas 24 horas de bombardeios morreram 16 civis iraquianos e 95 ficaram feridos. Por sua vez, o vice-presidente iraquiano, Taha YassinRamadan, acusou hoje os serviços secretos de alguns paísesárabes de terem colhido informações sobre as posições einstalações iraquianos e de as terem entregado à CIA. Ao mesmo tempo, Ramadan acusou a Jordânia de não darnenhum apoio ao Iraque contra a ofensiva anglo-americana. Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.