Iraque: ataques deixam ao menos 37 mortos e 86 feridos em Bagdá

Uma série de atentados na capital do Iraque deixou pelo menos 37 pessoas mortas e 86 feridos neste sábado. As explosões ocorreram horas antes do toque de recolher ser encerrado na cidade.

Estadão Conteúdo

07 de fevereiro de 2015 | 10h34

O ataque mais mortal aconteceu no bairro de Nova Bagdá, onde um homem suicida se explodiu em uma rua cheia de lojas, matando 22 pessoas e ferindo ao menos outras 45. O segundo ataque ocorreu logo depois, no mercado de Shorja, no centro da capital. A polícia afirma que dois dispositivos detonaram a 25 metros um do outro, em ataque que vitimou 11 pessoas e deixou 26 feridos.

Já no bloco xiita ao sudoeste de Bagdá, uma bomba explodiu do lado de fora do mercado Abu Cheer, matando quatro pessoas e ferindo outras 15 vítimas. Até o momento, nenhum grupo terrorista assumiu a responsabilidade pelos ataques. Os incidentes ocorrem horas antes do fim do toque de recolher na cidade, determinado pelo primeiro-ministro Haider al-Abadi. A medida passaria a valer a partir da meia-noite do domingo, em horário local.

Bagdá tem permanecido relativamente calma em meio a tumultos realizados pelo grupo Estado Islâmico no norte e no oeste do país. As explosões na cidade têm como alvo áreas habitadas pela maioria xiita, mas ainda assim a violência tem permanecido a níveis inferiores aos observados em 2006 e 2007. Autoridades iraquianas têm por repetidas vezes afirmado que a capital é segura, apesar de ataques feitos por militantes sunitas a alvos xiitas. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.