Iraque confirma 62 mortes e 400 feridos no país

O ministro da Informação do Iraque, Mohammed Saeed al-Sahaf, informou nesta manhã que 62 iraquianos foram mortos e 400 ficaram feridos por forças lideradas pelos EUA nas últimas 24 horas. Al-Sahaf forneceu os números em uma entrevista coletiva. Segundo ele, 194 pessoas ficaram feridos nos bombardeios a Bagdá, mas nenhum tinha morrido. A maioria das morte ocorreu em Babel, onde 30 morreram, e em Basra (14 mortos).Veja o especial:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.