Iraque convida inspetores da ONU a voltar

O novo governo do Iraque convidou os inspetores de armas das Nações Unidas a voltar ao país, informa o chefe a agência de inspeção de armas atômicas. ?O retorno dos inspetores da ONU ao Iraque é uma necessidade urgente; não para caçar armas de destruição em massa mas para escrever o relatório final sobre a inexistência de tais armas... o que permitirá a suspensão das sanções?, disse Mohamed ElBaradei, diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).ElBaradei disse que um convite foi feito pelo chanceler iraquiano, Hoshyar Zebari. Os inspetores partirão para o Iraque em breve, segundo o inspetor-geral.As inspeções da ONU no Iraque terminaram pouco antes da invasão pelos EUA, em março de 2003, e os americanos se recusaram a permitir que os inspetores voltassem ao país, preferindo destacar equipes de americanos para buscar armas de destruição em massa, que acabaram não sendo encontradas.Segundo ElBaradei, as inspeções realizadas pelos EUA não têm valor perante a lei internacional. ?A única autoridade com mandado para tal é a AIEA e os inspetores internacionais continuarão na missão que iniciaram antes da invasão?, disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.