Iraque desmente normalização de relações com Israel

Em busca de aproximação com os vizinhos árabes, o primeiro-ministro interino iraquiano tentou eliminar as suspeitas de que o governo de Bagdá estaria normalizando suas relações com Israel, dizendo que seu país não adotará essa atitude antes que as demais nações árabes se aproximem de Israel, no âmbito de um acordo de paz para o Oriente Médio.Ayad Allawi também negou versões de que agentes israelenses estejam operando no Iraque e disse que uma nova política de abertura não significaria que os iraquianos pudessem viajar para Israel. A imprensa e especialistas árabes têm dito que os EUA invadiram o Iraque para desestabilizar um país visto como ameaça a Israel e permitir que Israel faça incursões ao mundo árabe. O ex-líder iraquiano Saddam Hussein era um oponente radical de Israel e apoiava grupos extremistas palestinos.

Agencia Estado,

26 de julho de 2004 | 19h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.